SEE ADVANCE

RT: Dr. Rodrigo Machado Cruz | CRM-DF 9603 | RQE 3061

GLAUCOMA CONGÊNITO

O que é?

O glaucoma congênito é uma doença que resulta de malformações na drenagem ocular. Pode ser mono ou binocular (70% dos casos). Tem incidência rara, de 1 para cada 10.000 nascidos vivos, mas consequências devastadoras para a visão, quando não diagnosticado e tratado prontamente. Compartilha com o glaucoma do adulto, esse sim muito mais prevalente na população mundial, apenas o nome principal e suas consequências finais – a cegueira. O mecanismo e a genética envolvidas nestas duas patologias são diversas. Indivíduos com glaucoma congênito têm 50% de chance de terem filhos com o mesma patologia.

Quais são os sinais e sintomas?

Pode manifestar-se desde o nascimento até os 3 anos de idade. Seus sinais e sintomas mais comuns são bulftalmia (olhos grandes), megalocórnea, lacrimejamento, edema e opacificação corneanas, além de fotofobia, blefaroespasmo e baixa visão.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é feito pelo exame clínico do oftalmologista e confirmado por exames complementares, alguns deles já realizados ainda durante a primeira consulta.
No SEE Advance dispomos de equipamento portátil, de origem finlandesa, que permite medir a pressão intraocular de crianças de forma simples, rápida e indolor, no próprio consultório e sem necessidade de anestesia.

Qual é o tratamento?

O tratamento é eminentemente cirúrgico.

Existem outros tipos de claucoma na criança?

Sim, aqueles secundários a traumas, cirurgias ou inflamações introculares, além daquels ditos juvenis, que guardam semelhança com o glaucoma do adulto em sua fisiopatologia e são adquiridos geralmente após os 3 anos de idade.

(61) 3346-0210
Atendimento
Olá!
Bem vindo a SEE Advance! Como podemos ajudar?